quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Sindicato se reúne com a Sian.

Semana passada, o Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari se reuniu com a direção da Sian para discutir o fechamento do acordo de PR (Participação nos Resultados) da segunda parcela, o abono referente à database e também uma revisão do Plano de Cargos e Salários.
O Sindicato reafirmou o clima crescente de insatisfação e cobra uma solução para esse problema. A entidade lembrou ainda que esses direitos já são praticados em outras empresas da Região Metropolitana. Novas reuniões estão sendo marcadas para rediscutir essas questões.

Nada fechado na GM.


Reunião entre Sindicato e GM.
A negociação entre o nosso sindicato e a direção da GM ganhou um novo impulso, uma vez que a discussão sobre as cláusulas avançou significativamente na última rodada ocorrida no dia de ontem, 30/08/11. Entretanto, no que se refere ao percentual de aumento real, não há nada definido quanto à questão.


Para nós, do sindicato, a discussão sobre as cláusulas sociais é por demais importantes, uma vez que estamos tratando de direitos dos trabalhadores que vão além do que já existe na legislação. A Convenção Coletiva de Trabalho é um instrumento resultante do processo de negociação que possui força de lei.

Por outro lado, o ponto alto das negociações diz respeito ao aumento salarial.

Neste quesito há ainda uma indefinição, mas o sindicato continua firme na sua luta por um aumento salarial condizente com a realidade atual e com base nos ganhos de produtividade.A reunião marcada para 02/09 foi antecipada para quinta-feira, dia 01/09. Portanto, estamos no aguardo do que possa acontecer nessa data. Ressalte-se que havendo novidade todos serão comunicados.

Os metalúrgicos da General Motors deram um recado para a empresa nesta quarta-feira, dia 31. Em assembleias, realizadas na entrada do segundo turno, os trabalhadores reafirmaram a disposição de luta pelas reivindicações da Campanha Salarial e votaram estado de mobilização.


Os trabalhadores também decidiram que o acordo da data-base tem de ser anual. A votação foi em resposta aos acordos fechados pelos sindicatos dos metalúrgicos do ABC e de Taubaté, que têm validade até 2013. Lá, os sindicatos filiados à CUT não chamaram os trabalhadores para mobilização e aprovaram aumento real de 2,5% ao ano. Este índice é inferior, ao conquistado em nossa região nos últimos dois anos.



Cerca de 3 mil trabalhadores participaram das assembleias, nos bolsões do MVA e S10, e atrasaram em uma hora o início da produção.

As negociações com a montadora estão em andamento e duas novas rodadas devem acontecer esta semana, na quinta e sexta-feira. Na reunião de ontem, as discussões não haviam avançado para as cláusulas econômicas. Ao entrarem em estado de mobilização, os trabalhadores da GM sinalizaram que não aceitarão qualquer tentativa de retirada de direitos ou proposta rebaixada de reajuste. Antes mesmo das negociações, a montadora já havia apresentado, por escrito, uma pauta empresarial que previa fim da estabilidade para lesionados, zero de aumento real de salários e congelamento do piso salarial.

Diante do absurdo da proposta, o Sindicato decidiu nem mesmo apresentá-la em assembleia.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Sem aumento salárial e sem bônus.


Essa é a posição da Ford até o momento. Os trabalhadores sabem que uma mobilização ou greve agora é enxugar gelo com fogo. Até por que as férias coletivas e os altos estoques de carros armazenados falam por si só.

Mais a Ford tem que lembrar que depois das férias coletiva, ela estará lançando o novo Ecosport  e ai sim, ela estará precisando da produção.
Quem ri por último ri melhor!
Queremos o nosso reajuste salarial, bônus, PLR e tudo que temos por direito, como foi negociado nas montadoras de todo o Brasil.
Afinal de contas, nossa produção gera muitos lucros. 

As providências jurídicas estão sendo tomadas. O Sindicato vai requerer a mediação e a atuação do Ministério Público do trabalho na defesa do direito coletivo de todos os empregados do complexo Ford, que não recebeu o reajuste salarial previsto na convenção coletiva de trabalho.

A Ford caindo os pedaços. A próxima área pode ser a sua! Fiquem atentos.


A Ford está caindo aos pedaços. Hoje um grave acidente aconteceu no prédio da montagem, um carro inteiro desabou nas dependências da empresa de fundo de quintal que não quer pagar o nosso 9% do reajuste da data base e nem o nosso bônus.

Mais de 40 mil carros estão armazenados em pátios alugados pela Ford, frutos da exploração e escravidão da nossa mão de obra. Isso tudo reflete na manutenção que a fábrica vem necessitando e no jogo sujo da Ford referente à provocação de uma greve sem eficiência nenhuma para os objetivos a favor dos trabalhadores. Ela agora está na zona de conforto desrespeitando os trabalhadores e a própria lei com o seu estoque em alta.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Campeonato de Futebol dos Metalúrgicos. Resultados deste final de semana.


A última rodada do Campeonato de Futebol dos Metalúrgicos voltou a registra excelente média de gols: 4 por jogo. Logo na primeira partida a maior goleada do dia. A equipe da Vale não teve pena da Rótula e aplicou um 6 a 0 impiedoso. No segundo jogo, vitória da B&S em cima da WAFC por 3 a 1. Para fechar a rodada, empate de 1 a 1 entre DHL e Faurecia, Mirandinha(DHL) e Juju(Faurencia) foram quem balancaram as redes. A partida foi considerada por muitos, como uma das melhores do campeonato até agora pela técnica e garra de seus atletas.
Importante lembrar que as partidas acontecem sempre aos domingos, a partir das 8h, no SESI Simões Filho, Região Metropolitana. O acesso ao clube é garantido aos metalúrgicos sindicalizados e suas famílias, com direito a piscina e serviços de bar e restaurante.

Próxima rodada - Dia 4 de setembro
Borussia x Maserv/Polo
Vale x IMBE
WAFC x Lear

Trabalhadores nas montadoras aprovam acordo salarial com validade de 2 anos


 Os trabalhadores nas montadoras de Taubaté, Ford e Volkswagen, aprovaram em assembléia a proposta que garante reajuste salarial de 10% (INPC + aumento real) para 2011 e para o ano de 2012 um reajuste composto pelo INPC (setembro de 2011 a agosto de 2012) mais aumento real de salário.
A proposta garante aos trabalhadores um aumento real de 5% em dois anos: 2,5% de aumento real agora e 2,5% de aumento real em 2012.
A aprovação aconteceu em assembléia realizada na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região na manhã deste domingo, dia 28.
O reajuste de 10% será aplicado em 2011 para os trabalhadores que recebem até R$ 8.400,00 e para os que recebem acima desse teto aplica-se um valor fixo de R$ 840,00. A proposta garante aos trabalhadores que ganham acima de R$ 11.000,00 a reposição da inflação do período.
Para o ano de 2012, o teto e o valor fixo para aplicação dos reajustes serão corrigidos pelo INPC.
A proposta também garante o pagamento de um abono de R$ 2.500,00 no mês de setembro de 2011 e abono de R$ 2.500,00 em 2012 corrigido pelo índice do INPC.
Com relação ao piso salarial da categoria, fica garantido o valor de R$ 1.500,00 para o ano de 2011 e o valor de R$ 1.560,00 para o ano de 2012.

Mulheres – O acordo também garante uma conquista importante para as mulheres trabalhadoras nas Montadoras, com a ampliação da licença maternidade de 120 para 180 dias.
Além dessa conquista importante, o acordo garante também a renovação de todas as cláusulas sociais da Convenção Coletiva até setembro de 2013.
Para o presidente do Sindicato, Isaac do Carmo, o acordo aprovado é muito importante porque garante aos trabalhadores aumento real de cerca de 5% em dois anos: 2,5% de aumento real agora e 2,5% de aumento real em 2012, o que era uma das principais reivindicações da categoria.
“Diante da possibilidade de uma crise econômica, nós não abrimos mão de três pontos fundamentais na negociação que eram a reposição da inflação, o aumento real de salário, e o abono para os trabalhadores”, afirmou o presidente Isaac.
“Mais uma vez fizemos uma Campanha Salarial vitoriosa para os trabalhadores nas Montadoras e agora vamos continuar a mobilização para a conquista de acordos que também contemplem os trabalhadores nos demais grupos”, afirmou  o presidente Isaac.
                                                                                                                                                      “Vamos continuar com o debate pela garantia de investimentos nas montadoras de Taubaté e conseqüentemente a geração de empregos de qualidade em nossa base, o que também é umas principais bandeiras de luta desta Campanha Salarial”, finalizou o presidente Isaac.

O acordo contempla cerca de 7.600 trabalhadores nas montadoras Volkswagen e Ford de Taubaté. O Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região representa 22.300 trabalhadores na Campanha Salarial 2011.

Fonte: Metalúrgicos de Taubaté 

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Arapuca da Ford foi quebrada, férias coletiva anunciada.

Não decretamos greve e a tática funcionou, a mentirada da Ford não deu certo e agora o podre apareceu (férias coletivas). Ela queria que os trabalhadores e o sindicato caíssem na sua arapuca e a tática da Ford novamente caiu por terra.
Trabalhadores, ela não praticou os 9% da data base da categoria. Vamos ficar atentos às informações do blog e da direção de  sua base. Ela vai ter que pagar e vai pagar caro pelo desrespeito a todos nos trabalhadores.
Férias coletiva a partir do dia 12/09/2011, confirmando assim o que todos suspeitavam. "A tática deu certo, eles precisam fazer manutenção e queriam jogar os dias parados no peito dos trabalhadores. Capitalismo ao extremo!" Comenta um diretor sindical. É preciso que os trabalhadores fiquem atentos mesmo nos dias de férias, as notícias através do blog, pois os patrões querem implementar uma jornada cruel, em troca de um valor em dinheiro.

Reflitam! Quanto custa sua saúde?
26/08/2011

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Negligência no Complexo Ford! Mais um acidente na ESTAMPARIA.

Na manhã desta quinta feira (25), mais um acidente grave ocorreu na área da estamparia do Complexo Ford. Uma esteira, que por sinal já tinha ocorrido um outro acidente grave, voltou a colocar os trabalhadores em situação de risco. A CIPA foi acionada junto ao Sindicato e as atividades foram paralisadas no setor. "Alguém precisa assumir o risco, e este alguém, não vai ser o trabalhador. As atividades ficaram paralisadas até os responsáveis se manifestarem." Concluiu um diretor Sindical.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Destruindo boatos!


Destruindo os boatos.

Hoje dia 24 o companheiro júlio bonfim da direção do sindicato dos metalúrgicos de camaçari em conversa pelo telefone com o companheiro sérgio nobre, presidente do sindicato dos metalúrgicos de são bernardo do campo (abc) jogou por terra duvidas referente à data base do abc. Nobre, garantiu que ainda não foi fechada a data base da categoria dos metalúrgicos do abc. Vamos deixar de enganar os trabalhadores, jogando papel sujo dentro da fábrica. Referente à data base do abc do ano passado 2010. Confira a matéria na íntegra da reunião que aconteceu hoje dia 24.08 quarta-feira em são paulo no abc.
Tem assembleia da Campanha Salarial no domingo, dia 28, às 10h, na Sede do Sindicato.
                                                       Foto: Midia Consulte.

Bancada dos trabalhadores, à direita, não concordou com a proposta patronal.
Foi inconclusiva a reunião de hoje entre trabalhadores e o grupo de montadoras. Elas não avançaram na proposta econômica já rejeitada na semana passada. As bancadas voltam a se reunir nesta quarta-feira, 24.08
O presidente do Sindicato, Sérgio Nobre, insistiu na necessidade de se fechar uma proposta para ser votada na assembleia que a categoria fará no domingo, dia 28, na Sede do Sindicato, a partir das 10 horas.
Na semana passada, a Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM) rejeitou a proposta econômica apresentada.
“O único ponto positivo da proposta é que as montadoras acenaram com a possibilidade de acordo por dois anos”, afirmou Sérgio Nobre, presidente do Sindicato. Segundo ele, um acordo com essa duração serve como uma espécie de vacina contra as instabilidades da conjuntura.
“Não sabemos ainda a maneira que o Brasil será afetado pela crise econômica que atormenta a Europa e os Estados Unidos. Em um acordo de longo prazo, nossos salários e direitos sociais ficam resguardados de eventuais reflexos da crise”, explicou.
Neste ano as negociações são feitas com a Ford, Volks, Mercedes-Benz, Scania e Toyota e não com o Sinfavea.
O que as montadoras ofereceram:
A proposta rejeitada previa abonos e reajustes no decorrer dos próximos dois anos e seria aplicada na seguinte forma:
Setembro 2011 – R$ 1.900,00 de abono.
Janeiro de 2012 – Reajuste conforme a inflação de setembro de 2010 a agosto de 2011(prevista em 7,26%) e mais 1,25% de aumento real.
Setembro de 2012 – R$ 2 mil de abono.
Janeiro de 2013 - Reajuste conforme a inflação de setembro de 2011 a agosto de 2012 e mais 1,25% de aumento real.
Teto – R$ 7 mil só para o pessoal mensalista. O ano passado foi de R$ 7.630,00.
Piso – Manteria o atual, de R$ 1.390,00.
Composição do abono – O abono é formado com a multiplicação de 8,6% (índice estimado da inflação de 7,26% com 1,25% de aumento real) por R$ 4.380,00 (salário médio). O resultado é R$ 376,00. Como o reajuste na proposta rejeitada só seria aplicado em janeiro, os R$ 1.900,00 são a soma de R$ 376,00 de setembro, outubro novembro, dezembro e o 13º.
Nos demais grupos só cláusulas sociaisProposta econômica, por enquanto, só das montadoras. Nos demais grupos, as negociações ficaram concentradas nas cláusulas sociais.
Nesta terça a FEM volta a encontrar o Grupo 3 (autopeças, forjarias e parafusos) e o Grupo 2 (máquinas e eletroeletrônicos).
A perspectiva é também a de começar a discussão de propostas salariais para serem votadas na assembleia de domingo.
Fonte: Jornal do abc














Ford tenta fazer escravidão nacional.



A Ford colocou uma proposta para o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté em São Paulo. Tentando comprar as almas dos trabalhadores, a Ford propôs uma jornada de 9 horas diárias com o almoço, em troca, a Ford oferece r$: 6.700,00 (seis mil e setecentos reais) pelas almas e o sangue dos trabalhadores de Taubaté. Os trabalhadores deram a resposta e gritaram não à proposta de escravidão. A saúde do trabalhador não tem preço.

VITÓRIA DOS METALÚRGICOS DE CAMAÇARI.

Justiça do Trabalho cancela a multa aplicada ao Stim- Camaçari
A empresa Ford, em ação proposta na campanha salarial de 2010 para tentar impedir a adesão dos trabalhadores ao movimento que levou aos ganhos da campanha salarial 2010, ajuizou ação na Justiça do Trabalho de Camaçari que impôs uma multa no valor de R$ 101.000,00(cento e um mil reais) ao STIM Camaçari se continuassem a ocorrer manifestações na porta da fábrica.
O jurídico trabalhista do Sindicato recorreu da decisão para o Tribunal Regional do Trabalho (Salvador), não concordando com o valor da multa e por entender que a greve é direito fundamental do trabalhador, não cabendo a empresa tentar inviabilizar a greve.
O julgamento desta ação no TRT (ação chamada de Interdito Proibitório) foi realizado em 30/06/2011, e publicada no Diário Oficial em 08/07/2011, quando se fez JUSTIÇA: O processo foi extinto e a multa retirada. A FORD pode recorrer para o Tribunal Superior do Trabalho em Brasília e o Stim-Camaçari, através do seu jurídico trabalhista vai até a última Instância para que venha a ser mantida a decisão de extinção do processo e retirada da multa.
As informações foram fornecidas pelo jurídico trabalhista do STIM Camaçari representado pela advogada Fátima Freire.

CAMPANHA DIGA NÃO AO PACOTÃO MALDITO DA FORD. SUA FAMÍLIA AGRADECE.

Atenção trabalhadores do Complexo Ford. Não se iludam com nenhum valor que a FORD (PONEY MALDITO) venha a oferecer para que possamos aceitar o PACOTE MALDITO que ela pretende implementar aqui no Complexo. Nada paga o preço de nossa saúde, 10 horas de trabalho é exploração, 40 minutos de almoço não existe, a lei não permite esta prática. Vamos dizer em alto e bom som um NÃO para este absurdo que a FORD quer fazer com os trabalhadores da nossa região. Como ficará sua família? Imaginem você doente lesionado sem poder nem carregar seu filho, e o que é pior, depois de 2 anos a própria empresa vem e queR jogar você fora como se fosse um copo descartável. Seja contundente e diga NÃO, NÃO, ,NÃO... AO PONEY MALDITO.

DIGA NÃO AO PACOTÃO! 40 MINUTOS DE ALMOÇO NÃO DÁ NÃO.


terça-feira, 23 de agosto de 2011

Suposto assédio Moral e falsificação de documentos na ESTAMPARIA do Complexo Ford.

O sindicato recebeu denúncia sobre um assédio moral na área da estamparia do Complexo Ford. Um coordenador teria chamado os trabalhadores de nó cego na frente do supervisor e o mesmo teria se acabado na risada. Este coordenador deve está querendo se aparecer humilhando os trabalhadores. O diretor da área já está investigando o fato. E sobre uma suposta falsificação de documentos também na área da estamparia, o RH precisa tomar alguma atitude, ou este ato é normal para a FORD.

ABRAM OS OLHOS, O CASO É DE POLÍCIA.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

GM e VOLKS cortam dias de produção para se adequar a queda nas vendas. No Complexo Ford Nordeste nada definido.

A Volkswagen está fazendo ajustes na produção para se adequar ao novo cenário no mercado automobilístico, que passa por um momento de desaceleração e estoques acima do normal.
Na fábrica de São Bernardo do Campo - a maior unidade fabril da empresa no Brasil e onde são fabricados carros dos modelos Gol, Saveiro, Polo, Kombi e Parati -, foram suspensos três sábados de trabalho que estavam programados para julho e agosto.
A montadora deixou de produzir 3 mil carros nos três dias, que haviam sido acertados como horas-extras de trabalho com o sindicato dos operários da unidade. A Volks informou que não alterou, contudo, a programação para o período de setembro a novembro, que prevê mais três sábados de produção extra.
Com a queda no ritmo de vendas, as montadoras passaram a acumular um estoque superior ao desejado pela indústria, levando as empresas a adequar a velocidade da produção a um cenário menos aquecido do que se esperava anteriormente.
Além da Volkswagen, a General Motors (GM) já anunciou que deu férias de duas semanas para 300 funcionários em São José dos Campos e cortou três sábados de trabalho adicionais que estavam previstos para a fábrica de Gravataí (RS) entre agosto e setembro. Com as medidas, a GM deixará de produzir cerca de 3,8 mil carros no período.

No Complexo Ford Nordeste em Camaçari na Bahia, não tem nada definido, só especulações sobre férias, pois até então a empresa apostava em uma possível greve da categoria pela data base, mais o Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari não entrou na onda e junto com os trabalhadores aguarda o pagamento dos 9% aprovado pela categoria. "A montadora insiste em aprovar um pacotão que não agrada os trabalhadores." Afirma um diretor sindical.

Fonte: Valor Econômico e (DITS)

AUTOMETAL TAUBATÉ APROVA O VALOR TOTAL DA PLR 2011 R$ 4 MIL REAIS.


Os metalúrgicos aprovaram a PLR 2011 em assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (19). A proposta aprovada vai injetar R$ 1,6 milhão na economia de Taubaté.

O valor total da proposta aprovada é de R$ 4 mil reais, sendo que, a primeira parcela, no valor de R$ 2.500, foi paga no mês de julho, devido a pedido de adiantamento do pagamento reivindicado pelos trabalhadores. A segunda parcela, no valor de R$1.500, será paga no mês dezembro de 2011.

Em assembleia também foi aprovada a renovação da cesta básica. O crescimento em relação à PLR 2010 para ano de 2011 foi de 14,3%.

O diretor do CSE da Autometal, Tadeu Lima, acredita que o crescimento da Participação nos Lucros e Resultados é resultado da união dos trabalhadores.

“Os metalúrgicos da Autometal demonstraram estar mobilizados pelos seus direitos, o crescimento do valor dos lucros é resultado do trabalho e companheirismo no chão de fábrica.”, enfatiza Tadeu.

A Autometal conta com 420 trabalhadores e atua no setor de autopeças e fornecedora das montadoras da região.

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté

sábado, 20 de agosto de 2011

METAL CLUBE - CLUBE DOS METALÚRGICOS DE CAMAÇARI.


TERRENO JÁ COMPRADO E QUITADO

VEM AI O NOSSO ESPAÇO DE LAZER E CONFRATERNIZAÇÃO.
NOSSO SINDICATO FAZ ANIVERSÁRIO E NÓS GANHAMOS O PRESENTE!
VEJA A PLANTA BAIXA E LEIA A DESCRIÇÃO DO NOSSO CLUBE, CLICK NA IMAGEM PARA AMPLIAR!
 
Descrição estrutural: Uma área de 13.250,00m2, localizado a 500m da praia de jauá, com piscina adulto e infantil com três raias de 25m, prainha com área total para banho 700,00m2, quadra pole esportiva, campo oficial de futebol society, quadra de vôlei de areia, quatro quiosques com churrasqueira, pista de caminhada, parque infantil, bar, restaurante, dois decks secos, sanitários, vestiários, salão de jogos, um auditório, três salas de aula, hospedagem com trinta quartos, internet sem fio (Wireless), estacionamento privativo, ponto de ônibus próximo ao clube, área para show para mil pessoas, sala de pronto atendimento de primeiro socorros, guarita de segurança, e  um ambiente aconchegante para sua família.
Tudo isso para propiciar o lazer e diversão para você e sua família. Esse é o nosso compromisso com os trabalhadores de toda Camaçari.
OBRAS EM ANDAMENTO (PROJETO ARQUITETÔNICO)

O CLUBE DOS METALÚRGICOS DE CAMAÇARI É O PRESENTE DE 10 ANOS.


Em solenidade realizada nesta sexta feira 19, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari que contou uma grande presença do público, foi apresentado em imagens a história ao longo desses 10 anos, com fotos mostrando as lutas travadas contra toda estrutura capitalista em Camaçari. Foram homenageados alguns nomes importantes nesta caminhada, em seguida foi apresentado uma projeção de toda a estrutura do CLUBE DOS METALÚRGICOS DE CAMAÇARI, que será construído na praia de Jauá a 600 metros da
praia.


Fotos: Kleiton Alder

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

DIGA NÃO AO PACOTÃO. 40 MINUTOS DE ALMOÇO NÃO DÁ NÃO!

DIGA NÃO AO PACOTÃO. 40 MINUTOS DE ALMOÇO NÃO DÁ NÃO!
A direção da FORD tenta a todo custo empurrar o PACOTÃO, para cima do trabalhador. Depois de sair da mesa de negociações sobre a data base, e negar-se a pagar os 9% de reajuste aprovado pela categoria, ela simplesmente tenta sugar ainda mais do trabalhador, colocando como proposta uma jornada de trabalho onde o almoço é de 40 minutos. Já publicamos o documento onde a FORD assina, renovando o acordo por mais 2 anos ou seja até Agosto de 2012. É importante que fique bem clara que a posição do Sindicato é contrária ao  PACOTÃO que não é a melhor opção.

TURNO DA NOITE VAI SAIR ÀS 9 HORAS DA MANHA DE SÁBADO, LASCANDO COM O PIÃO!
Não podemos vender nossas almas a FORD. O investimento  que a FORD propões a fazer é bom, mais não podemos aceitar que ela use esta arma (INVESTIMENTOS) em troca de uma JORNADA DE TRABALHO, que fatalmente irá em 2 anos de acordo ter uma fábrica, que ira produzir 4 ou 5 vezes mais o números de trabalhadores lesionados aqui em CAMAÇARI.

PESSOAL: A LEI NÃO AUTORIZA AS EMPRESAS A FATIAR O HORÁRIO DE ALMOÇO COMO A FORD ESTÁ QUERENDO FAZER!
Aos supervisores e gerentes desta planta. 40 minutos de almoço não importa, pois os mesmos tem todo tempo do mundo para ir ao Sal e Brasa enquanto o tambor do trabalhador esta lascado.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Complexo Ford: "Precisamos fazer manutenção". Palavras dos líderes da FORD.

A alguns dias, dezenas de novos equipamentos estão sendo armazenados tanto na estamparia como no prédio da Montegem Final, o que reforça a necessidade de se fazer alguns ajustes nas linhas de produção para a implementação do novo modelo a ser montado no Complexo Ford. O Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari está atento a mais esta jogada da empresa, que tenta a todo custo forçar uma greve, para que o trabalhador pague os dias parados e ela faça sua manutenção na fábrica. "Estaremos atentos a toda e qualquer movimentação dentro do Complexo, garantindo assim mais uma conquista a favor do trabalhador." Afirma a direção. O Sindicato tem visitado várias áreas e converssado bastante com os trabalhadores, garantindo assim um alinhamento e que as ações sejam eficazes tanto dentro como fora da fábrica. As mobilizações irão continuar e agora em forma de protesto aguardem.

XÔ SATANÁS 10 HORAS DIÁRIAS DE TRABALHO JAMAIS!

XÔ SATANÁS 10 HORAS DIÁRIAS DE TRABALHO JAMAIS!
Essa foi à reação dos trabalhadores da estamparia do complexo Ford a visualizarem a jornada do diabo.
Teve trabalhador que precisou ser medicado e saiu passando mal. Quando ele viu o modelo maldito da Ford de 10 horas diárias de trabalho e redução de finais de semana, quase enfartou.
Os companheiros da estamparia estão conscientes. Quando estiveram na segunda-feira dia 15 no Sindicato, deixando claro que não vão vender as suas almas para FORD com 10 horas diárias de trabalho escravo na linha de produção com redução dos finais de semana. FICOU CLARO PARA TODOS TRABALHADORES QUE A JORNADA ATUAL ESTÁ ASSINADA ATÉ AGOSTO DE 2012 PELA FORD!  
UMA PERGUNTA: QUANDO O SINDICATO ASSINA UM ACORDO COM A FORD ELE TEM O DIREITO DE MUDAR O QUE JÁ FOI ACORDADO PARA BENEFÍCIO DO TRABALHADOR?  
NÃO!
MAS, QUANDO É PARA BENEFÍCIO  DA FORD, ELA PODE MUDAR O QUE JÁ FOI ASSINADO PARA “DESTRUIR” COM OS TRABALHADORES?

NÃO! 
ACORDO ASSINADO TEM QUE SER CUMPRIDO!

Sindicato retoma discursão de PLR com a SIAN.

Serão retomadas na próxima semana as negociações sobre a segunda parcela da PLR na SIAN, empresa do ramo de auto peças e fornecedora da FORD. Bom lembrar a importância de a empresa reconhecer e valorizar o trabalho dos funcionários.
Outra questão que tem ganhado cada vez mais importância no chão de fábrica é o plano de cargos e salários, motivo de grande insatisfação entre os empregados. O Sindicato defende a abertura de negociação de um PCS que atenda à expectativa dos trabalhadores.
É fundamental estruturar o quanto antes um modelo que ajude a corrigir os problemas de ascensão e de promoções na empresa.

MAGNA

O plano de cargos e salários também é destaque na Magna (Resil). O sindicato e a empresa estão em processo de discurssão. O objetivo do sindicato é avançar no sentido de combater as distorções salariais e de contruir uma proposta que beneficie oa máximo os trabalhadores, com participação do chão de fábrica. nesta semana, tem nova rodada de negociações.

Fonte: Fetim

terça-feira, 16 de agosto de 2011

CHAPA 1 VENCE ELEIÇÃO DA APLB

A Chapa 1 -  Avançar com experiência, renovação e unidade - composta por integrantes da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), venceu a eleição da APLB-Sindicato com 81,83% dos votos,

Mesmo com a contagem de votos ainda em andamento, no último boletim, divulgado na noite de terça (9), a Chapa 1 já contabilizava mais de 26 mil votos de frente, tornando nula qualquer tipo de virada da chapa adversária. 

"Táticas nada comuns foram utilizadas pela chapa derrotada para inviabilizar as eleições [...] Agradecemos aos trabalhadores em educação que participaram do processo eleitoral. Honraremos o voto dos que acreditaram em nosso projeto e, certamente, surpreenderemos os que fizeram outra aposta. Vamos à luta", informa Jorge Carneiro, membro da Chapa 1.

Fonte: DO BAHIA TODO DIA 

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

METALÚRGICOS DE CAMAÇARI PROMOVE FUTEBOL DIA DOS PAIS.

Em sábado de comemoração da véspera do dia dos pais, os trabalhadores metalúrgicos se divertiram jogando bola e saboreando o tradicional churrasco no campo bola Brasil. Foi um dia de confraternização e de muita diversão, pois vários amigos da fábrica reencontraram-se e bateu aquele velho papo.

Denúncia na ESTAMPARIA.

O Sindicato recebeu várias denúncias sobre uma possível falsificação de documento, para um suposto recrutamento interno na ferramentaria. Iremos apurar os fatos. E o mais grave, quem teria acometido a infração seria um CHEFE.

ISSO É UM  ABSURDO

Reunião hoje 15, com trabalhadores da área estamparia do Complexo Ford.

O Sindicato convocou os trabalhadores para uma assembléia hoje 15, às 10 hs com os turnos da tarde e noite e para 15 hs, com o turno da manhã, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari. A direção irá mostrar a proposta da FORD, que atinge principalmente os trabalhadores das áreas acima citada. "A intenção é esclaracer, pois a FORD sinaliza com uma espécie de barganha as custas do trabalhador, não iremos aceitar este posicionamento que não traz benefício algum para o trabalhador." Afirma a direção do Sindicato.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

NOTÍCIA BOMBA!

NOTÍCIA BOMBA!
O SINDICATO DOS METALÚRGICOS DE CAMAÇARI PUBLICA O PROTOCOLO DE ENTENDIMENTO DE RENOVAÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO ATÉ AGOSTO 2012, QUE FOI ASSINADO PELA CÚPULA DA FORD DE SÃO BERNARDO DO CAMPO NO SEU RH NACIONAL EM 15 DE MARÇO DE 2011, NA RENOVAÇÃO DA JORNADA ATUAL DE TRABALHO E APLICANDO O NOVO PLANO DE CARGO E SALÁRIO.
NÃO VAMOS ACEITAR NADA DIFERENTE DO QUE FOI ACORDADO NA REUNIÃO DO DIA 15 DE MARÇO DE 2011.
O TRABALHADOR REPROVOU NA ASSEMBLÉIA E A ASSEMBLÉIA É SOBERANA. A FORD TEM QUE RESPEITAR A REJEIÇÃO DA JORNADA DO DIABO QUE ELA QUERIA IMPOR!
TRABALHADORES, O PACOTE DO DIABO (JORNADA DA FORD) ESTÁ QUERENDO  VOLTAR, ELA ASSINOU, ELA TEM QUE CUMPRIR A JORNADA ATUAL QUE VAI ATÉ AGOSTO DE 2012.
A FORD ASSINOU E A JORNADA TEM QUE PERMANECER A MESMA ATÉ A SUA RENOVAÇÃO EM AGOSTO DE 2012!
NA ÍNTEGRA VEJA O PROTOCOLO DE ENTENDIMENTO

CONFORME ÍTEM 7 DO PROTOCOLO DE ENTENDIMENTO ABAIXO













CLIQUE NO TEXTO PARA AMPLIAR E VEJA AS ASSINATURAS!

CLIQUE NO TEXTO PARA AMPLIAR!


12/08/2011

FORD. Chapeuzinho Vermelho ou Lobo Mal?

                                                                         
A FORD tenta se passar por chapeuzinho vermelho, mas, o sindicato mostra que na verdade ela é o LOBO MAL.
"Não vou seguir a mediação, quero o pacotão". Palavras da FORD.
PROPOSTA DE PACOTÃO DA FORD
Nova grade de horários para as áreas de manufatura.
Nova grade de horários para a área da estamparia.
Novas oportunidades de négocio para o Complexo com possibilidades de contratações.
PLR
Reajuste Salárial.                                                                                            
           

O SINDICATO FAZ, O SINDICATO MOSTRA!

O SINDICATO FAZ, O SINDICATO MOSTRA!
A VERDADE SOBRE A DATA BASE!

ESTÁ EM ANEXO A ATA DA PROPOSTA DA DRT DE 9% DO DIA 09 DE AGOSTO DE 2011
LEIA NA INTEGRA AS ATAS DE NEGOCIAÇÕES COM O SIMMEB, ONDE A FORD ESTÁ PRESENTE REPRESENTADA PELO PREPOSTO MARCOS ÂNGELO, GERENTE DE RELAÇÕES TRABALHISTAS ( O NOME DELE ESTÁ NAS ATAS COM A SUA ASSINATURA NO MÊS DE JULHO EM DIAS DIFERENTES).

AS ATAS ESTÃO EM ORDEM CRESCENTE ATÉ, A ATA DO DIA DA MEDIAÇÃO DA DRT 09/08/2011.

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR!
ATA 01

ATA 02

ATA 03

ATA 04
ATA 05
MAIS UMA MENTIRA DA FORD DESMASCARADA NO PRETO E NO BRANCO!

Metalúrgicos de Camaçari diz não ao pacotão e aprova 9% junto com a categoria

Em assembléia realizada nesta quinta feira 11, no auditório do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, os trabalhadores aprovaram 9% como reajuste da data base. Deixando de lado o pacotão que foi colocado como proposta pelos patrões. "Acreditamos que este seja o melhor caminho, pois 9% é um valor razoável e pretendemos continuar conversando sobre os novos investimentos que a FORD pretende realizar no Complexo Ford". Afirma o Diretor Sindical. O Sindicato já acionou a justiça para que ela cumpra a convenção. A FORD diz: quero o pacotão, não cumprirei a convenção.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Assembleia na quinta-feira para avaliar proposta.



A Federação dos Metalúrgicos da Bahia e os sindicatos de base concovam a categoria para uma assembleia-geral extraordinária para esta quinta-feira (11), as 18h, na sede das entidades. Na oportunidade, os dirigentes sindicais vão expor a proposta de intermediação apresentada pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, que será avaliada pelos trabalhadores.
A presença dos metalúrgicos é muito importante que se decida os rumos da campanha salarial deste ano. Por isso, compareça. Veja abaixo, o endereço dos sindicatos de base, onde acontecem as assembleias.
STIM – Bahia
Rua Inácio Tosta, nº 15 - Nazaré, Salvador
STIM – Camaçari
Rua: José Nunes de Matos, nº 113 – Centro, Camaçari
STIM – Simões Filho
Av. XV de Novembro, nº100, 2º andar, sala 202 – Centro
STIM – Candeias
Rua: 2 de Fevereiro, nº 114, Ed. Scorpius, sala – 201 – Centro
STIM – Dias D’Ávila
Rua: Raul Seixas, nº 268 - Centro
STIM – Pojuca
Rua: Percílio dos Santos, 288 – Pojuca Nova
STIM – Ilhéus
Rua: Bento Berílio, nº 223 – Centro
STIM – Vitória da Conquista
Rua: Coronel Gugê, nº 155, Ed. Eunice Oliveira - Centro

SEM ARGUMENTO, SUPERVISORES DA VOITH NOITE DEMITE, SINDICATO DESFAZ E AFIRMA. O CAMINHO NÃO É ESSE!

Na quarta feira da semana passada dia 03.08, em mais uma noite de trabalho no Complexo Ford, um operador da VOITH, empresa parceira da FORD, recebeu tanta pressão dos seus líderes e supervisores, que decidiu, para adiantar seu serviço, movimentar o veículo que estava em seu box de trabalho no prédio da M.Final. Hoje pela manhã 11.08, o mesmo funcionário foi demitido sumariamente. A informação chegou a direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, que foi ao encontro do trabalhador demitido, e logo em seguida, uma reunião com o gerente da VOITH foi solicitada para apuração dos fatos. Resultado: ficou constatado que a operação em que aconteceu o fato, o trabalhador se desdobra para conseguir ficar  no objetivo, mais sem as mínimas condições para desenvolver um bom trabalhor, pois falta motorista. Culpa da RACING que não contrata motorista. Culpa da FORD, porque tem líderes que acham que tem o direito de pisar em todos. E tem culpa a VOITH, que também tem líderes que não aguentam pressão da FORD. Quem tem menos culpa é o trabalhador, que por todos estes maus líderes, ia ser DEMITIDO INJUSTAMENTE.

Denunciar faz a diferença.

Assembléia no Complexo Ford hoje pela manhã.

Neste quinta feira 11, em assembléia realizada na porta do Complexo Ford, afim de mostrar toda a verdade sobre as negociações de data base da categoria em especial no Complexo Automotivo. A montadora soltou um comunicado na sexta feira 5, em que ela tenta confudir a cabeça do trabalhador dizendo que saiu da mesa de negociação com o SIMMEB, para flexibilizar as negociações e deixando a entender que poderia negociar algo melhor para o Complexo Automotivo. O Sindicato esta desmascarando toda esta farça e vai dizer o que a FORD quer de verdade. "A FORD quer fazer um pacotão, onde neste pacote consta: Jornada de trabalho, PLR, Data base. Não concordamos com este posicionamento, não se pode tentar barganhar em cima de seus própios interesses." Afirma a direção. A prefeitura e governo federal precisam interferir, pois os incentivos fiscais já foram concedidos em forma de redução do IPI, e as empresas só visam os lucros, precisamos repartir estes incentivos com os trabalhadores, é preciso que toda a sociedade de Camaçari, entenda esta situação e cobre das autoridades.
É PRECISO TAMBÉM REVERTER OS INCENTIVOS FISCAIS, EM GANHOS REAIS PARA O TRABALHADOR.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Elevador despenca do 20º andar e mata nove em canteiro de obras na Bahia

Elevador despenca do 20º andar e mata nove em canteiro de obras na Bahia
Queda de elevador matou nove pessoas, dizem bombeiros. Acidente aconteceu na manhã desta terça (9), na região da Av. ACM.
Mortes deixaram operários abalados (Foto: Arestides Baptista/Agência A Tarde/AE)
Um acidente ocorrido na manhã desta terça-feira (9) no canteiro de obras do edifício Empresarial Paulo VI, na Avenida Antônio Carlos Magalhães (ACM), em Salvador, provocou a morte de nove operários, de acordo com a assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros. Um elevador despencou do 28º andar (contando o estacionamento) da obra por volta das 7h30, na região do Iguatemi.
Três equipes dos bombeiros foram encaminhadas para atender a ocorrência. Segundo testemunhas, as nove pessoas que morreram estavam dentro do elevador e mais ninguém ficou ferido. Os corpos dos trabalhadores foram retirados do local e encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), em Salvador. Familiares de vítimas passaram mal e foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Também atuaram no local do acidente equipes da Polícia Militar, funcionários do Departamento de Polícia Técnica (DPT) e policiais da 16ª Delegacia, responsável pela área, que investigarão as causas do acidente.
Edifício Comercial 2 tem 20 andares em construção
(Foto: Reprodução/TV Bahia)
De acordo com a delegada Jussara Santos, a hipótese de superlotação do elevador, por enquanto, é descartada. "Ele tinha capacidade para doze pessoas e, até onde a gente sabe, tinham nove. Houve óbito de todos, inclusive do operador do equipamento. Vamos buscar quem é o responsável, que deve responder por homicídio culposo. A perícia deve ser concluída em 30 dias", explica a delegada. 
O superintendente da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo (Sucom), Cláudio Silva, esteve no canteiro e informou que os trabalhos foram suspensos por tempo indeterminado. Silva acrescentou que a obra possui licença e alvará regularizados para funcionamento. O prédio tem 20 andares e mais oito pavimentos de estacionamento.

Em nota, a construtora Segura, responsável pela obra, afirmou que assim que soube do acidente tomou as medidas necessárias para apoiar tanto os demais funcionários envolvidos na construção, quanto os familiares das vítimas. A nota diz ainda que as investigações estão sendo acompanhadas pela construtora, que alega que "o equipamento estava funcionando dentro dos parâmetros de segurança e em perfeito estado de conservação".

Primeiro dia
O operário Ailton Alves Reis, irmão de um dos homens que morreu na queda, afirmou que o acidente ocorreu na terceira vez do dia em que o elevador fazia a subida. Segundo ele, seu irmão era o funcionário Antônio Alves Reis, de 56 anos, conhecido como "Itinga", que estava no primeiro dia de trabalho naquele canteiro. Airton Reis contou que conversou com o irmão momentos antes de entrar no elevador. “Ele disse que ia lá em cima ver como estava o trabalho”, disse Ailton Reis.

O diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção (Sintracom), Raimundo Brito, informou ao G1 que acompanhava o trabalho das equipes da polícia e bombeiros. "Nós não podemos falar muito neste momento, mas infelizmente a construção civil passa por problemas de segurança. Queremos uma discussão sobre segurança e condições de trabalho fora de momentos como este", lamenta Brito.

Policiais militares observam local do acidente dentro da obra (Foto: Tatiana Dourado/G1)

Fonte: TV Canal 7

FOGO NA PINTURA / FORD

Mais um acidente envolvendo a Voith no prédio da Pintura, segundo funcionários da mesma, a manutenção estava fazendo um trabalho com solda acima do Polimento, quando faíscas caíram sobre plásticos, que servem como contenção de óleo na linha do Polimento, pegando fogo e atingindo algumas carrocerias, imaginem se houvesse  operadores na linha de produção. A Ford tem que se posicionar pois esta  GATA é a  recordista de acidentes no Complexo.
A Pintura é um local muito perigoso, pois lá se encontram  a maior concentração de produtos químicos e estes tipos  de erros não podem e não devem mais ocorrer!
O sindicato está apurando o acidente, pois o pior poderia acontecer, vamos cobra aqui uma ação urgente contra a Voith.
O Sindicato dos Metalúrgicos está de olho!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O SINDICATO FAZ, O SINDICATO MOSTRA!
 A IRREGULARIDADE DA RACING

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR!
LEIA A ÍNTEGRA DA NOTIFICAÇÃO, QUE A JUSTIÇA DO TRABALHADO PROTOCOLOU NA EMPRESA RACING E A MESMA NÃO RESPEITOU A JUSTIÇA. REFERENTE À REINTEGRAÇÃO DA TRABALHADORA!

DESRESPEITO!

 DESRESPEITO!
OS TRABALHADORES DA RACING PARALISARAM AS ATIVIDADES DE TRABALHO, DECORRENTE A REINTEGRAÇÃO SOLICITADA PELA DRT QUE NÃO FOI RESPEITADA PELA RACING E PELA FORD QUE É RESPONSÁVEL PELA GATA. 

HOJE DIA 09 AS 8:30 PELA MANHA, A FORD ESTARÁ RECEBENDO O VICE-PRESIDENTE MUNDIAL DE QUALIDADE, E A MONTAGEM COM OS SEUS TRABALHADORES DA RACING CONTINUARÃO PARALISADOS.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

HP PELZER, PILKINGTON E FORD




Em reunião com o Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, junto com a HP PELZER,  PILKINGTON e FORD. A FORD garantiu contratar todos os trabalhadores da PELZER e uma parte dos trabalhadores da PILKINGTON. Na PILKINGTON parte dos trabalhadores estarão sendo contratados pela FORD e a outra parte continuaria na empresa fora do complexo Ford, mais ainda na região de Camaçari em local ainda a ser definido. O Sindicato não vai admitir que a Ford banalize e desrespeite os trabalhadores pelos seus interesses e ganância.

Chinesa JAC anuncia fábrica de carros no Brasil, em local a definir

A JAC Motors terá uma fábrica própria no Brasil. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (1), em São Paulo, por Dai Maofang, vice-presidente mundial da montadora de veículos, e Sérgio Habib, presidente do grupo SHC e atual importador da JAC para o país. O investimento será de US$ 600 milhões, para gerar uma capacidade de produção de 100 mil unidades por ano. Segundo a JAC, devem ser criados cerca de 3.500 empregos diretos, além de 10 mil indiretos. A data estimada para o início das operações é 2014.
Por ora, não há uma definição sobre quais modelos serão fabricados na nova unidade da JAC, e tampouco qual será o índice de nacionalização deles -- vale dizer, qual a porcentagem de peças e partes brasileiras usados nos carros. Em tese, a nacionalização pode ir de zero (operação em CKD, ou seja, limitada localmente à montagem dos veículos) a 100%. Habib admitiu que, numa primeira fase, a JAC brasileira terá de importar os motores.
Mas é certeza que os modelos que sairão da futura linha de montagem brasileira serão inéditos e "de volume", ou seja, de vendas elevadas, que justifiquem a produção local -- e preço abaixo de R$ 40 mil.
"Quando o negócio chega a 100 mil carros por ano não dá mais para depender do câmbio", disse Habib, referindo-se às importações. O empresário afirmou que a unidade local da JAC sempre esteve em seus planos, mas que o projeto foi adiantado devido à aceitação dos carros da marca no Brasil.
Trata-se da segunda fábrica brasilera de uma marca chinesa anunciada este ano. No mês passado foi lançada a pedra fundamental da unidade verde-amarela da Chery em Jacareí, interior de São Paulo.
Estados favoritos
O futuro endereço da fábrica da JAC no Brasil não foi anunciado, mas UOL Carros apurou que essa é uma estratégia do grupo SHB para atrair governos estaduais interessados em receber a unidade, possivelmente em troca de benefícios fiscais -- manobra comum na indústria. Em termos logísticos, a preferência da JAC deve ir para locais já utilizados pela cadeia automotiva, como São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás, além de Bahia e Pernambuco. Outros Estados com portos, como Paraná e Santa Catarina, também são possibilidades.
Esse movimento da JAC acontece menos de cinco meses após o lançamento nacional do J3, ocorrido em março último. Na ocasião, Habib anunciou que já tinha 14.500 carros pagos e prontos para embarcar da China ao Brasil, e a meta de vender 35 mil unidades até o final do ano. Também na ocasião, Habib disse que seu investimento para trazer a JAC ao Brasil chegava a R$ 380 milhões. Seu grupo será sócio da empresa chinesa na fábrica -- segundo Habib, com mais de 50% do capital.
Desde que os mais de 50 pontos de venda da JAC começaram a funcionar, em 18 de março, foram emplacados no Brasil 10.073 carros da marca, de acordo com os dados da Fenabrave (associação dos distribuidores de veículos) compilados até a metade de julho. O suficiente para fazer da JAC a maior chinesa no Brasil, com 0,57% do mercado de automóveis e comerciais leves (ou 0,73%, caso se considerem só os autos de passeio). No ranking geral, ela fica em 14º, à frente da Hafei e da Chery, que vêm logo em seguida.
Vale notar que esses números referem-se a apenas um modelo, o J3, comercializado nas carrocerias hatch e sedã. O segundo carro da marca a ser vendido no Brasil, a minivan J6, será anunciado nesta quarta-feira.
O que é a JAC
A Jianghuai Automobile Company foi fundada na China em 1969, e até hoje é uma empresa de capital estatal -- ao contrário da Chery, de capital privado. Louvada pela mídia automotiva chinesa como uma das poucas fabricantes locais com um nível de qualidade compatível com as demandas do mercado global, curiosamente a JAC fabricava apenas veículos pesados, como caminhões e ônibus, até apenas três anos atrás.
De acordo com informações da JAC do Brasil, os produtos da companhia são vendidos em mais de 100 países. O mercado automotivo chinês é o maior do mundo atualmente. Lá, a JAC é hoje a 10ª principal fabricante de veículos, com participação de 3%. As multinacionais General Motors e Volkswagen são as líderes, mas contam com parceiras locais -- o que é exigido por lei.
Fonte: Uol Carros

Compartilhe em suas redes sociais

Twitter Orkut Facebook Digg Stumbleupon Favoritos Mais