quinta-feira, 16 de março de 2017

Marcha reúne mais de 50 mil contra a reforma da previdência em Salvador

Mais de 50 mil pessoas participaram de uma grande marcha contra a reforma da previdência na tarde desta quarta-feira (15/3), em Salvador. A caminhada começou no Campo Grande e segui pelas ruas do Centro até a praça Castro Alves, reunindo estudantes e trabalhadores de diversas categorias, em um ruidoso protesto contra as propostas de reforma em tramitação no Congresso Nacional, que retiram direitos dos trabalhadores. Muitas pessoas vieram do interior do estado para participar das atividades do Dia Nacional de Luta e paralisações.
A multidão era tanta que a marcha contou com a presença de dois trios elétricos e um carro de som, onde as lideranças sindicais e dos movimentos sociais se revezaram para alertar à população sobre os perigos da reforma  da previdência proposta por Michel Temer, que aumenta o tempo de contribuição, institui a idade mínima de 65 anos para o acesso ao benefício e desconsidera a importância de regras especiais para aposentadoria dos trabalhadores rurais e professores, por exemplo, que são submetidos a condições diferenciadas de trabalho.























lideranças falaram ainda da reforma trabalhista e dos projetos que tratam da terceirização, que também serão prejudiciais, caso sejam aprovados. “A reforma da previdência é um ponto muito importante, mas não podemos deixar de repudiar também a reforma trabalhista, que quer estabelecer a prevalência do negociado sobre o legislado e flexibilizar diretos importantes como férias e jornada de trabalho”, alertou o presidente da CTB Bahia, Aurino Pedreira, lembrando também dos projetos que permitem a terceirização geral e irrestrita, além das ameaças à Justiça do Trabalho.

A marcha marcou o final de um dia de intensas manifestações na cidade, que começou com um protesto na região do Iguatemi, uma das mais importantes da capital, e que reuniu cerca de 10 mil pessoas durante mais de 4 horas de protestos durante a parte da manhã.
Professores das redes pública e privada, bancários, comerciários, servidores públicos, trabalhadores da construção civil e de outros segmentos também realizaram atividades em suas bases, paralisando a atividade durante alguma parte do dia.
Os protestos também tiveram forte adesão no interior do estado, com a realização de manifestações em cidades como Feira de Santana, Ilhéus, Jequié, Itabuna, Juazeiro, Porto Seguro, Vitória da Conquista e Eunápolis, sempre com a presença de um expressivo número de trabalhadores de diversas categorias.

16/03/2017 


Trabalhador sofre acidente grave na Estamparia do Complexo Ford


Um acidente ocorrido na noite do último dia 2 de março, na Estamparia da Ford, poderia ter tirado a vida de um trabalhador. Segundo o Sindicato, devido a um desvio de processo no sistema de segurança, o funcionário foi atingido dentro da célula por um robô que não deveria ter se movimentado. 

Atingido no corpo, o trabalhador foi jogado ao chão, sofrendo um corte na cabeça. Ele acabou levando  sete pontos. A situação teria sido pior se o funcionário tivesse sido atingido diretamente na cabeça, pois a força do impacto seria forte e dificilmente iria sobreviver. Este tipo de acidente envolvendo desvios nos processos de segurança da empresa vem se repetindo com frequência, causando uma imensa preocupação entre os trabalhadores e o Sindicato.

Por isso, de imediato, o Sindicato, em reunião com a Ford, solicitou um relatório completo dos motivos que causaram o acidente, assim como as medidas que serão adotadas para evitar novas ocorrências no chão de fábrica. 
“Comunicamos a situação à Superintendência  Regional do Trabalho e Emprego e ao Ministério Público do Trabalho. Vamos continuar lutando para garantir a saúde e a integridade física dos trabalhadores, exigindo da montadora condições de trabalho dignas e seguras”, diz Júlio Bonfim, presidente do Sindicato.

16/03/2017

Mobilização contra abusos da Autometal

O Sindicato realizou nesta segunda-feira (6), um ato de mobilização com os trabalhadores do primeiro turno, como forma de protesto por causa das práticas irregulares que a Autometal tem adotado no chão de fábrica.

Ao invés de contratar novos funcionários, a Autometal tem praticado desvio de função. A empresa utiliza trabalhadores do ADM em atividade nas portas de Máquinas Injetoras. Tem ainda funcionários terceirizados na linha de produção. Apesar das denúncias, a Autometal parece desafiar as leis do trabalho. No setor de Pintura tem mais irregularidade: horas extras excessivas, em jornadas desumanas que começam as 6h e só terminam as 19h. 
O Sindicato está encaminhando denúncia aos órgãos competentes do trabalho, para que a empresa reveja suas práticas no chão de fábrica e respeite os trabalhadores e seus direitos.
Caso a Autometal não mude essa postura, o Sindicato vai intensificar ainda mais as mobilizações na fábrica junto com os trabalhadores.

16/03/2017

Sindicato recepciona trabalhadores da GE que estavam em lay off

Trabalhadores da GE, antiga Alstom, foram recepcionados pelo Sindicato com uma grande assembleia, realizada na porta da empresa. Os funcionários estão retornando do período de lay off, graças ao trabalho desenvolvido pelo Sindicato que garantiu a empregabilidade não só dos trabalhadores da GE, mas de toda rede metalúrgica em Camaçari. O vereador Binho do 2 de Julho, parceiro da categoria, também participou do ato e felicitou os funcionários.

O Sindicato ressaltou a importância da implementação do lay off e o quanto isso foi fundamental para preservação dos postos de trabalho na GE, mostrando que os metalúrgicos em Camaçari conseguiram superar o desemprego desenfreado que toma contra do Brasil por causa do agravamento da crise na economia.
“É muito gratificante saber que na base de muita luta e negociação esses trabalhadores da GE estão com os empregos garantidos, assegurando o sustento das suas famílias”, explica Júlio Bonfim, presidente do Sindicato.

16/03/2017

Março Mês das mulheres metalúrgica

Março: mês de luta e conscientização neste mês de março, quando transcorrem as comemorações pelo dia Internacional das Mulher, é fundamental reforçar as bandeiras de luta: pela implementação de políticas (partidária, sindical e pública), promovendo o empoderamento das mulheres e contra retrocessos.
O Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, através da Secretaria da Mulher, tem feito forte trabalho de conscientização no chão de fábrica.

Fazem parte da Secretaria as diretoras Ângela, Sônia, Sandra, Maria, Rosângela, Denise, Patrícia e Jesuíta. Ocupando o cargo de secretária da mulher a companheira Ângela Arcanjo.


A luta busca maior participação das mulheres nos sindicatos e nos cargos de decisão, ampliação, fortalecimento e a inserção da mulher em todos os espaços de poder por meio de atividades, campanhas institucionais e de sindicalização, construção de uma nova sociedade, com mais participação no mercado de trabalho, com igualdade de direitos.

10/03/2017

quarta-feira, 8 de março de 2017

Construir vitórias e superar sempre. As mulheres são assim, por isso nos orgulhamos tanto.

Construir vitórias e superar sempre. As mulheres são assim, por isso nos orgulhamos tanto. 

terça-feira, 7 de março de 2017

CTB Bahia lamenta morte de Maria Ferreira de Araújo, mãe de Adilson Araújo


Foi com grande pesar,  que a CTB Bahia recebeu neste domingo (5/3 ) a noticia do falecimento de Dona Maria Ferreira de Araújo, 68 anos, mãe do presidente  nacional da CTB e ex-presidente da CTB Bahia, Adilson Araújo.
O velório será nesta terça-feira, 7 de março, a partir das 8h, no Cemitério Bosque da Paz, na Estrada Velha do Aeroporto, em Salvador. A cerimônia de cremação está marcada para as 10h.
Em mensagem em suas redes sociais, Adilson Araújo agradeceu todo o apoio que recebeu enquanto sua mãe lutava para se reestabelecer:
"Agradeço o carinho recebido por todos e todas, contudo, infelizmente nesta data me despeço do meu amor eterno, minha mãe, MARIA FERREIRA DE ARAÚJO (05/02/1949 +05/03/2017). É com profunda tristeza que informo que Maria já não se encontra entre nós.
Aos meus familiares, aos meus queridos irmãos e irmãs, aos netos e netas nos despedimos de Maria-Báia-Moroca sabedores do quanto Maria foi pai, mãe e sempre presente, guerreira e eterna lutadora.
Maria, te amaremos, sempre!!!"
Neste momento de extrema tristeza, a direção da CTB Bahia presta sua solidariedade aos familiares e amigos de dona Maria pela inestimável perda. 

sábado, 4 de março de 2017

Dia Nacional de Luta Contra a Reforma da Previdência


O golpe à democracia no Brasil, iniciado com o impeachment de uma presidente eleita pelo voto popular a partir de um infame casuísmo jurídico, ainda não terminou. Agora assistimos a execução da segunda parte do plano: punir o povo com a eliminação de direitos sociais. Tudo isto para agraciar os aliados que patrocinaram o golpe.

A proposta de reforma da Previdência Social é uma das medidas mais perversas do pacote de maldades do governo Temer. Ela destrói conquistas históricas do movimento dos trabalhadores brasileiros.

As novas regras previdenciárias pretendem obrigar que os trabalhadores atinjam a idade mínima de 65 anos e pelo menos 49 anos de contribuição para poder se aposentar com valor integral. Uma condição praticamente impossível quando se consideram algumas realidades como, por exemplo, a dos trabalhadores da região Nordeste, que têm a menor expectativa de vida do Brasil, ou a dos trabalhadores rurais e da construção pesada em todo o país.

Os trabalhadores rurais, aliás, não poderão mais acessar o benefício se não contribuírem com o INSS. As cidades do interior, que têm nestes aposentados pilares de sua atividades econômicas, irão quebrar. Isso para não falar da redução dos valores das pensões por morte que deixaram desamparadas as famílias.

Além da reforma previdenciária, também compõe o pacote de maldades a reforma trabalhista que pretende extinguir os direitos dos trabalhadores brasileiros. Querem aumentar a jornada de trabalho para até 14 horas, sem aumento de salário, restringir direitos como 13º salário, férias, descanso remunerado e hora extra.

É para barrar a execução de todos esses novos golpes que a Frente Brasil Popular (FBP) e a Frente Povo Sem Medo (FPSM) estão mobilizando a população para tomar as ruas. É hora de todos nós lutarmos juntos!
No dia 15/03 o Brasil vai protestar contra os ataques às conquistas do povo brasileiro. Em Salvador estão  marcadas uma manifestação às 7h no Iguatemi e uma passeata às 15h saindo do Campo Grande

FORA TEMER
ELEIÇÕES DIRETAS JÁ
NENHUM DIREITO À MENOS
04/03/2017

Compartilhe em suas redes sociais

Twitter Orkut Facebook Digg Stumbleupon Favoritos Mais